Você que tem um salão de beleza entenda o salão parceiro - profissional parceiro e seus benefícios – Machado Corrêa

Você que tem um salão de beleza entenda o salão parceiro - profissional parceiro e seus benefícios

parceiro-salão-de-beleza



Se você tem um salão de beleza, barbearia, conheça o que é  salão parceiro - profissional parceiro e seus benefícios. Conheça sobre esse projeto que foi aprovado em 2017 que mudará demais esses empreendimentos, um passo muito grande dado para este ramo de atividade, que é um dos que mais cresce no Brasil. Então vamos as informações!


Um dos principais problemas deste tipo de atividade é relacionado a mão de obra, onde existe uma rotatividade muito grande de colaboradores. O salão e barbearia por serem empresas pequenas possuem outra particularidade variam bastante suas receitas. Acaba sendo difícil contratar pessoal para trabalho carteira assinada. Então muitos donos assumiram riscos e utilizam de estratégias para pagamento apenas por comissionamento, pois melhor comporta em seus negócios, correndo riscos constantes na esfera trabalhistas. 
A boa notícia é que foi aprovado em 2017 o projeto para esse ramo de atividade, o chamado Salão Parceiro-Profissional Parceiro. Ficando estabelecido que este tipo de estratégia antes de forma escondida fossem agora formalizados se tornando mais viável ao estilo de negócio,  e o mais importante diminuíram problemas futuros na justiça do trabalho. Beneficiando-se diversos salões de beleza em crescimento, avanço sem proporções a área. 
Quais as ocupações que são previstas para profissionais parceiros: 
- cabeleireiros
- barbeiros 
- esteticistas 
- manicures
- pedicures 
-depiladores 
- maquiadores 
Mas alguns cuidados deverão ter principalmente nos procedimentos de contratação. Este deverá ser realizado através de homologação de contrato no sindicato ou na falta desse no Ministério do Trabalho local, perante duas testemunhas. O contrato é de caráter obrigatório, façamos uma observação caso não realize o contrato este será considerado funcionário do salão(devendo este pagar toda as custas e encargos trabalhistas), então muito cuidado.
Referindo-se ao contrato em específico deverá constar algumas informações:
- Percentual das comissões 
- A obrigatoriedade da retenção de tributos e recolhimento das contribuições sociais previdenciárias
- Direito dos profissionais parceiros quanto a uso dos materiais, acesso e circulação dentro do estabelecimento
- Rescisão de contrato a qualquer tempo, aviso entre outros
- Responsabilidade higiênica perante o estabelecimento e clientes
- Obrigação por parte do parceiro a inscrição e regularidade perante a entidade fazendária.
Surge muita dúvida a respeito desta novidade, principalmente se pode ser MEI ou não. Vamos tentar esclarecer da melhor forma:
- O salão parceiro não poderá ser MEI, mas os profissionais poderão sim ser e trabalhar dentro dos estabelecimentos normalmente. 

Caso você tenha ou queira abrir um salão parceiro converse conosco que podemos orientar você. Ficamos a disposição, qualquer coisa!

Quer saber mais a respeito dê uma olhada nesse vídeo realizado pelo pessoal do Sebrae SP.